14 de novembro de 2014

Noiva em Apuro

Enfrentando o bicho-papão chamado lista de convidados para o meu casamento....
Frequentemente me pergunto o que faz de fato uma pessoa marcar a vida de uma outra... O que nos faz cultivar em nossa mente a lembrança de algo que não aconteceu.  A mores que marcam me identifiquei com várias pessoas, mas a dúvida que trago no meu coração há mais de quatro  anos vai permanecer, acredito que pra sempre. Ou, se existe mesmo vida após a morte, quem sabe quando morrer.

Eu me considero uma pessoa felizes e realizada tenho  uma família maravilhosa que me ama e que eu também o amo... Enfim uma vida normal como tantas outras.

Conheci uma pessoa pelo qual hoje sei que a reconheci imediatamente de um lugar muito distante e me apaixonei instantaneamente, porém eu era muito jovem  e deixei meu orgulho falar mais alto que meu coração. Não fui sincera, não deixei claro o que sentia e principalmente não joguei tudo pro alto, não enlouqueci como você diz. Toquei minha vida e ele tocou a dele com rumos totalmente opostos. Jamais o esqueci. Jamais deixei de pensar nele e de querer reencontrá-lo. Nos  não  se comunicamos mais. Até pouco tempo atrás nos falávamos em algumas datas como ano novo ou aniversário (eu ligava). Guardo esse sentimento indefinido dentro de mim há tantos anos e até hoje não consegui dar um nome, um adjetivo que seja. E jamais tive coragem de comentar com alguém.

É como se fosse alguma coisa tão minha que fosse pecado dizer. Sem contar que sempre me achei uma louca por pensar em alguém que fez parte da minha vida por um período tão curto. Antigamente achava que, de alguma forma, ele também pensava em mim, ainda que fosse só um pouquinho, mas agora vejo que não erra como pensava  , pois acho que esse sentimento é só meu. É aí que me pergunto o por quê de tudo isso. Será que um dia terei resposta? Se existe ou não almas gêmeas (prefiro almas afins) ele também deveria sentir o mesmo?? Não sei. Sonho constantemente com ele e nos meus sonhos sinto uma enorme necessidade dele. Eu o venero, o amo o necessito muito. Nos meus sonhos ele me abraça e eu sinto proteção absoluta, é muito estranho. Não sei se hoje gostaria de reencontrá-lo, acho que não. Sei que não mudaria em nada minha vida, nem sei se sentiria algo, mas gostaria apenas de entender o porque dessa lembrança, dessa necessidade dele.

Penso que se tivesse chegado em minha vida em uma outra época, eu teria agido de forma diferente, mais adulta, e a saudade hoje seria uma coisa mais concreta, mais fácil de entender. Teria tido oportunidade de senti-lo fisicamente, o que não ocorreu. Sempre tive a certeza de que iremos nos encontrar, mas em uma outra vida. Nos meus sonhos eu o vejo também sorrindo e me recebendo em algum lugar. Será fantasia da minha cabeça? Delírio?? Nem sei se acredito em vida depois da morte, mas a minha pergunta continua... Porque uma pessoa marca tanto uma outra e porque não é recíproco se existe mesmo esse negócio de amor entre almas???

 Escolher é algo perigoso: quando escolhemos, temos que abrir mão de todas as outras possibilidades.


 Destino não é uma questão de sorte, mas uma questão de escolha; não é uma coisa que se espera, mas que se busca.

Olhe ao seu redor, o que você vê? As escolhas que você nunca teve a coragem de fazer? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.