16 de julho de 2013

Não deixe ir embora


Deita tua boca na minha. 
Fecha os teus olhos e se sussurre pra mim no escuro das mãos atrevidas. 
Faz-me de cama para teu sossego. 
Faz-me de refúgio para teus pânicos.
 Faz-me de latíbulo para os teus assombros. 
E deixe-me te amar, como o céu enlaça o mar, como a chuva faz sonhar.
 Deixe-me te dar abraços, mimos, sorrisos.
 Deixa eu te cuidar. 
Annd yawk

Um comentário:

  1. Ah! minha linda Guria
    Você colocou em palavras o que sempre sonhei. Espero que isto se torne real algum dia
    do seu

    Guri

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.