3 de julho de 2012

Ninguém esta imune da arte de cuidar do coração.





Olá, Tânia Carmelinda, querida na minha humilde opinião qualquer forma de amor e valida desde que tenha o ingrediente certo do respeito tudo e possível.
Eu vou posta um vídeo que acho muito interessante sobre o poliamor e provavelmente vai tirar um pouco dessa sua dúvida. A outra pergunta que você me fez é se pratico o poliamor? A resposta é NÃO.  Mais isso não que dizer que estarei imune a essa situação. Até porque é uma nova forma de relacionamento e sentimento que pode acontecer com qualquer tipo de pessoa.

E Como a própria palavra afirma que é a existência de vários amores ao mesmo tempo, ou seja, a compreensão de que existem amores necessários e amores contingentes.
E não é o melhor tipo de relacionamento que exclui qualquer tipo de moralidade. A moral querida, assim como o trabalho, são duas fontes de infelicidade, para o ser humano O poliamor segue uma filosofia da contingência que nada tem a ver com a moral e o imoral.

 Nós todos somos uns bichinhos que busca uma nova maneira na natureza para sentir prazer. A virtude e o vício são criações sociais, destinadas a permitir a vida civilizada.  E tudo, tudinho mesmo é uma Filosofia de vida. E viver o ser autêntico.

Como viver o instante que exigem ao mesmo tempo uma consciência da contingência, que são as infinitas possibilidades de existir. Sendo o sujeito, se personificando a entrega por inteiro ao outro. Não só no momento do relacionamento sexual, mas se responsabilizando por ele emocionalmente.

Viver o mundo orgíaco Tânia é assumir a contingência com total responsabilidade por si e pelo outro, seja no momento sexual, seja no campo dos sentimentos. E essa situação pode sim ocorre quando há um equilíbrio entre os parceiros, ou seja, está ligado de uma forma equitativa, respeitando o grau de autonomia de cada um.

Mas é preciso lembrar querida que essa  formas de relacionamento podem variar com o tempo,  e  que vai  exige um alto grau de maturidade nó demais  se entregar ao outro por inteiro, de corpo e alma, sem reservas morais.

Às vezes temos que seguir um velho conselho: É preciso abraçar a volúpia, fartar-se de prazeres, sabotar as trilhas do destino para alcança o nosso real objetivo e não ter medo de ser feliz. Porque tudo na vida só depende exclusivamente de cada um de nós.

Cuide-se querida!! Obrigada pelo carinho.

Mais agora tenho que sair para pegar um monstro de asas enorme que provavelmente está me esperando para explorar seu voo de doze horas até a ultima gota d’água..

Um cheiro!!!!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.