23 de abril de 2012

M3N1N4- 3- 0- P4SS4R0- 3NC4NT4D0.

A menina tinha um pássaro como seu melhor amigo. Era diferente dos demais: era encantado. Os pássaros comuns, se a porta da gaiola ficar aberta, vão embora para nunca mais voltar. Mas o pássaro da menina voava livre e vinha quando sentia saudade...
A menina amava aquele pássaro e o pássaro amava a menina, e por isso voltava sempre. Mas chegava a hora de ir embora e vinha à tristeza. A menina pedia para que ficasse, porque sentiria saudades. O pássaro também sentiria saudades, mas precisava partir, porque seu encanto precisava também da saudade.
Ele partiu, a menina chorou de tristeza, imaginando se voltaria. E ele sempre voltava. Um dia teve uma má ideia: “Se o prender na gaiola, não mais partirá”. Será meu para sempre. Não terei mais saudades e ficarei feliz...
O pássaro chegou maravilhoso, com histórias diferentes para contar. Cansado da viagem, adormeceu. A menina prendeu-o na gaiola e pensou feliz, que ele nunca mais a abandonaria.. Mas acordou de madrugada com o gemido do pássaro. "O que você fez? Quebrou o meu encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das histórias e cantigas de longe. Sem a saudade, o amor vai embora..."
A menina não acreditou, pensou que ele se acostumaria. Mas o tempo foi passando e o pássaro ficando diferente. A menina se entristeceu. Não era aquele pássaro que ela amava. Abriu a porta da gaiola e soltou o pássaro. Ele partiu, e disse que voltaria, quando a saudade chegasse.
A cada dia a menina se aprontava pensando que ele poderia voltar. Aos poucos ela percebeu que o mundo inteiro foi ficando encantado, porque em algum lugar ele estaria voando e de algum lugar poderia voltar...
O encantamento da relação prende-se aos fatores energéticos que aproximam duas individualidades, despertando em cada uma o desejo de doar-se à outra. Quando cada uma preserva seu espaço individual de crescimento e realizações, há sempre um colorido novo e muitas histórias para contar, quando ambas se encontram. Mas quando, por sentimento de posse, uma tenta limitar o espaço da outra, quebra-se o encantamento e o amor acaba.
Liberdade é, pois, fundamental para preservar o amor. Aprisionamos o outro, impedindo suas realizações, ou ele se rebela e busca a liberdade pelos meios que estiverem ao seu alcance, ou ele se acomode perde o encanto que nos atraiu.
Qualquer dos dois caminhos significa o fim dos aspectos positivos do relacionamento...
Amoré!!!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.