5 de fevereiro de 2011

Qual seria a sua escala?

Se você pedir para um homem apontar numa escala de 1-10 a importância do pênis na relação sexual, pode ficar tranqüila, a resposta será invariavelmente 10, quanto muito 9, nada menos do que isso. O conceito do pênis imperador foi defendido por Freud e ganhou o mundo ocidental com a força de um tsunami. No entanto, gente importante da ginecologia e alguns psicanalistas de renome garantem que a coisa não é bem assim.
O conjunto de eventos que leva à excitação sexual feminina parece complexo como uma nave espacial e frágil como um castelo de cartas, o que reforça a hipótese de que não seria uma reles operação hidráulico-mecânica que iria permear essa infinita rede de delicadas sinapses e neurotransmissores, para comandar a valsa da apoteose. O pênis é relevante, sem dúvida, mas existem outros valores muito prezados pelas mulheres que conspiram a favor, ou contra ele, na bendita hora da onça beber da água sagrada. Um dos conceitos que corre por aí é que a autonomia do pênis seria restrita, e a que ereção masculina seria uma mera resposta ao patamar de excitação feminina, ou seja, quando a mulher não quer, a operação hidráulico-mecânica simplesmente não funcionaria. Que poder! Há quem vá além, afirmando que a histórica tolerância das mulheres com a mais cínica de todas as frases do repertório masculino, antes do surgimento do Viagra – “nunca tinha me acontecido antes” – seria um mero reconhecimento de que a obrigação não fora cumprida (dou-me ao direito de discordar).
Superados os preliminares e com a operação hidráulico-mecânica funcionando perfeitamente, restaria ao pênis levar a mulher ao orgasmo e iríamos todos dormir tranqüilos. Mas aí surge um novo problema. Um expressivo número de mulheres parece não alcançar o orgasmo com facilidade e, mais uma vez, sobrará para o pênis uma encrenca que ele nem sempre saberá como resolver.
Mas finalmente chega o dia em que o “clima” está ótimo, a operação hidráulico-mecânica funcionando novamente a pleno vapor e, o intrincado conjunto corpo-cérebro feminino mergulhado num novelo erótico tão intenso, que o pênis acabará exposto ao maior de todos os desafios: a ejaculação precoce. Segundo as próprias mulheres este seria o mais perturbador de todos os desastres, porque os eventuais pontinhos ganhos por ele em ações preliminares seriam convertidos em secreções prematuras que só aumentariam o pânico da humanidade por entregar tantas responsabilidades a um apêndice tão incapaz em resolver essa banalidade simples do acasalamento animal.
O mais interessante, no entanto, é que, apesar de pouco importante no intercurso entre os sexos, o pênis tem para homens e mulheres uma relevância psicanalítica muito semelhante. Todos são fascinados por ele. Elas, pelo fato de não terem o seu, o próprio, e eles, por se acharem muito poderosos com algo um tanto banal, cujo maior atributo seria essa interminável capacidade de alimentar controvérsia, justamente sobre a real transcendência do seu tão discutível poder.
Resta saber se é realmente assim. O que você acha? Quantos pontos você daria? Não esqueça, de 1 a 10.

3 de fevereiro de 2011

Você já retribuiu a cortesia hoje?

Dê –me ânimo. Talvez você não o tenha dito em voz alta nos últimos dias.


Hum boa tarde amores..

Ontem o meu dia foi maravilhoso em plena quarta feira o povo caiu na farra.
Também era o dia de yemanjá, a rainha do mar.  


Tinha mesmo que aproveita os momentos com a  família  e amigos .

Só que hoje sua amiga aqui ta com obicho preguiça.
Para escrever..

Vamos ficar com essas fotos  talvez  quem saber não me animo mais tarde.


E termino de posta sobre a minha férias  vamos ver.
Um cheiro..
 Salve, salve a nossa rainha do mar  que nos proteja sempre!!

2 de fevereiro de 2011

Como não pega a estrada com o nosso monstrinho de estimação do lado.

O meu monstro, então tu não vês que isso é um disparate? Ainda assim fizeste um ótimo trabalho!
Quantas palmadas nas mãos já não levei, quantas vezes esse monstrinho já não aqueceu o coração de alguém. Era um ponteiro certo nas festas adoçando a vida daqueles que estava por lá. Foi assim que me lembrei da minha tia avó em Portugal.
Para ela eu era um monstrinho devido ela não suportar criança e o medo terrível que eu tinha dela tudo isso porque um dia entrei no banheiro e lá estava aquela senhora assustadora com uma dentadura na mão sair apavorada daquele banheiro para nunca mais volta.

E para minha surpresa depois de quase 24 anos reencontro aquela senhora alias a minha tia avó ao chegar na casa dela na ilha da madeira a primeira coisa que vejo foi essa foto na sua sala principal.
Parei e questionei para mim mesmo como alguém que dizia não gosta de  criança viveu  sua vida toda seus exatos  24 anos olhando para uma foto de uma criança que ela considerava ser um monstrinho.
Como o destino é bem irônico?.  
Fomos apresentados aos parente dois quais eu nem sabia das suas existências e naquela tarde pela primeira vez eu sou chamada pelo meu nome. Com um sotaque de baiano misturado com dialeto da língua portuguesa e eu cair na risada os meus amigos ficou todos sem reação da minha crise de riso.
Eles não entendeu muito bem  e acharam que eu estava caçoando da minha tia na verdade não foi bem isso é que achei lindo ela falando . E não deu para segura o riso.
         
Como também deu para observar os seus costumes um dele é o cultivo da banana junto ao  alho.

Depois que todos estavam acomodados e cada um mais louco que o outro para sair e conhecer o local. dirijo até a porta principal afim de abri-la quando de repente dou de cara com uma senhora na porta eu querendo sair e ela entrar. Cumprimentei só que  para minha surpresa nenhuma resposta foi obtida..
Sair sem reação e ainda comentei com meus amigos vixe que senhora  mau educada. Nem falou comigo e ainda mim olhou de uma maneira tão estranha que parecia quere devora-me  com os  seus olhos.
O passeio em sim não demoro 4 horas e quanto retornamos ela se encontrava sentada  bem aquecida no sofá. Tonei a falar com ela e a mesma resposta a indiferença.
-Eu não é possível uma coisa dessas  questionei novamente  com os amigos ela só pode ser auditiva e comecei a fazer os sinais na tentativa dela me responder. Nada.
 De repente um rapaz muito belo por sinal entrou casa adentro e- falou: você têm que permitir ela falar com você.
 E u estava sendo hipnotizada pela sua beleza  e pela sua voz que soava tão delicada ao meus ouvidos. E digo mais eu era capaz de  ficar  a noite toda a escutar  aquela voz tão romantica durante horas  mais fui acordada por um devaneio baiano e  respondi: com  aquele  tipo  de biquinho, como assim?. Então ele passou a conta a historia daquela senhora. (Que por sinal era sua própria mãe).

 Ela era uma viúva e que tinha o hábito de falar quando li dava autorização sua vida toda foi assim calada ate com o próprio filho o “encantado”. Nome que eu dei para aquele jovem rapaz que passou a ser o nosso guia.  A moral da historia e a seguinte ela queria autorização para pode falar e foi isso que eu fiz a autorizava a fala toda hora. Alias ela não podia passar por mim que eu logo falava a senhora esta autorizada a mim contar suas historia e cada historia meu deus.. na verdade já fazia tantos anos que ela se encontrava em seu próprio mundo fechado que aqueles 5 dias foi como se ela tivesse vivido seus 55 anos com sua melhor amiga e não parou mais alias  parecia um papagaio.   
Para mim foi uma experiência única  e a cada descoberta que fazia me renovava a alma de um povo tão simples e humano .
E voltei para casa com aquela Fraser da minha tia avó ( que o monstrinho dela tinha crescido e se tornado uma linda mulher)
Não sabendo ela que naquele momento. (ser chamada de monstrinho me aquecia o coração! E aqueleas flores e o ponteiro sobre os meus dedos era o mais doce das festas!
  Nem todos hábito pode ser tão estranho assim basta cada um da a oportunidade em quere  saber o que se passa em cada coração desses que muitas vezes não estão habituando a  ser invadido pelo amor.
Amanhã tem mais coração bjs!!..

1 de fevereiro de 2011

Uma boa filha a casa retorna com muita saudade e com varias fotos de recordação.

Para encurtar um pouquinho esse  post de hoje vou se bem econômica nas palavras até porque estou com muito sono.
A minhas férias foi bem melhor do que a viagem inaugural do “Titanic”. Pois bem essa que terminaram “bua” eu quero mais, uns dois meses ainda faltaram tantas coisas para se descobrir vou-me da por satisfeita e espera que 2012 não demorem muito de chega até porque seria impossível viajar novamente  não tem bolso que suporta tantos dias fora de casa. A única coisa para suporta isso era ganhar na  mega sena sozinha ou casar com um milionário, até enquanto isso não venha (e bom sonha um pouquinho  faz  parte da vida)Ou quem saber eu não possa ter um anjo caído por ai, com as asas quebradas e me convide a da um role.. Tudo é possivel basta acredita.. 
Como também o trabalho esse que está me esperando firme e forte na quinta feira.

Agora o que me resta é termina de chegar e pensar nas coisas deliciosas que vivi. Durante esses dias   em Portugal, no Cruzeiro e em Tocantins.
Por esse motivo eu vou começa a contar minhas aventuras aos poucos até porque sua amiga hoje ta um bagaço só. Também não e para menos depois de uma eternidade dentro de um avião esse que não e o meu forte. Desembarquei em são Paulo.  Em uma felicidade só nunca imaginei que ficaria feliz de ver a terra novamente.. E o rosto de pastel do meu irmão esse que me esperava todo animado. Na verdade o meu irmão tava muito curioso para saber qual seria a lembrança que estava trazendo para ele. Hábito de criança mesmo sendo pai de duas crianças ele ainda continua se comportando como se ainda tivessem com os seus  10 anos de idade..
Vixe, mais também pirracei o danado ele só ficou sabendo em casa. rsrsrs..

Vocês nem imagina que ele fez o percurso todo até em casa sem me dirige a palavra. Eu vir na boa conversado com minha cunhada e ele só me olhando pelo retrovisor. O papo meu e dela  tava tão animado quando de repente ele me conta sobre o filme o turista com a atriz Angelina Jolie que ela tinha assistido no domingo com o meu irmão caramba ela mexeu no meu ponto fraco para minha sorte e o meu prazer de pode assistir um filme do qual tava querendo muito ver  e sem ninguém ta me contando o que  acontecem no filme.
 
 Foi um simples olhar para o lado e lá estava a minha salvação o (KINOPLEX ITAIM).. Eu fiquei tão mais tão feliz que saltei do carro sem questiona muito e olha que naquelas alturas nem  me lembrava  das horas dentro de um avião e  do cansado que estava sentindo e fiquei das 14:40 16:50 naquela sala 6 mais valeu apena.. e o bom foi que sai do cinema já com a idéia de onde possivelmente irei passa as  minhas próximas ferias... Quem sabe não realizarei um amor antigo.

Pois bem amores hoje vou fica por aqui ate porque acabei de chegar na minha terra sua amiga promete que vai da continuidade mais tarde ..
Agora vou mata a saudade da minha cama..
 Para você um beijo com sabor de vinho do porto..