19 de outubro de 2011

Is my love, or is my peace.

 Desejos, de mulher com casamento marcado. Até achei que não poderia surtir algum efeito, mas a princípio foi uma brincadeira. Entre mulheres .A experimentar um perigo quase real de serem vistas por seus noivos em algo bem suspeito. Dizia que era tudo completamente controlado e que o perigo era realmente só a sensação. Espantei-me com a quantidade de e-mails que recebi. Achei que seria interessante continuar a brincadeira, ou transformá-la em algo muito maior que uma brincadeira...
Imprimi os e-mails e levei pra minha casa, li com calma e em, em especial, me interessou demais. Seu apelido era, cafachorro uma mistura de cafajeste com cachorro era noivo com casamento marcado.

Seu texto tinha muita hesitação nas palavras, tinha medo, receio, e isso me deixou muito intrigada. Ele devia ter muito desejo de fazer algo desse tipo, pois, mesmo com todo esse medo, ele me procurou. Liguei imediatamente meu computador e respondi ao seu e-mail. A resposta veio tão rápida que imaginei como ele estava ansioso, grudado ao computador aguardando meu contato.

Nos provocamos durante algumas semanas, por e-mail, depois pelo messenger. ele se sentiu muito à vontade e falávamos muitas coisas muito excitantes. Então chegou a hora de fazer o convite à realização de nossa brincadeira. Disse que não diria como seria nossa noite. Nem se aconteceria à situação de perigo de ser pega na primeira vez...

ele concordou e saímos para nos conhecer. Nesse dia nada rolou, a não ser muita sedução e jogo de charme dos dois lados. No final, foi impossível não nos beijarmos na despedida. ele era um moreno lindíssimo, cabelos negros, enfim, . ele ficou muito inquieto com o beijo na porta de sua casa, mas correspondeu mesmo assim com muito desejo. Disse que as coisas aconteceriam assim, naturalmente e de vagar, mas na verdade meus planos eram outros.

no próximo encontro ele teria uma surpresa. Passei algumas semanas sem marcar o encontro. Queria ele louco e ansioso. provoquei bastante pelo msn. Também estava louca de tesão por toda essa situação, mas precisava ter controle sobre mim e sobre a situação. Marcamos e fomos jantar numa terça-feira em um gostoso restaurante italiano. Bebemos vinho e ele ficou bem solto, aquele rapaz tímido que mal falava já estava muito alegre e distraído.

Ele tava sentado de lado no banco do carro virado para mim e conversava fazendo carinhos no meu cabelo e rosto, como namoradinho. De repente tomou um enorme susto quando descobriu que estava na rua da sua noiva.

A surpresa aumentou quando parei o carro em cima da calçada, bem em frente à casa dela. Ele pirou, pediu, por favor, para eu ir embora. Eu arranquei com o carro, e parei numa rua deserta e mandei ele descer, secamente. ele muito assustado desceu, pensando que eu a tinha posto para fora. desci do carro também e pedi: - me empreste sua carteira, por favor. - o que? - por favor. me dê sua carteira um minuto. Joguei a carteira dentro do carro e perguntei: - me diz em que banco está sua carteira. Diga-me e eu vou embora. ele tentou olhar para dentro do carro e não conseguia ver nada.

O carro tinha filmes muito escuros para se enxergar à noite. ele sorriu e entendeu o que eu queria dizer. - não faço nada que não esteja totalmente sob meu controle, agora entre no carro e confie em mim. ele entrou indeciso e sorriu quando viu sua carteira bem próxima, e precisou tirá-la para sentar-se. dei a volta no quarteirão e parei novamente na frente da casa de sua noiva. Quando começamos a nos beijar e acariciar, ele ficou louco.

Tudo aquilo estava fazendo o efeito que eu esperava nele. ele realmente tinha uma enorme tara em trair sua noiva e que fosse algo muito próximo dela perceber. ele me acariciava por cima da calça, nossos beijos já se encontravam somente em alguns momentos, pois nossas bocas estavam freneticamente se movimentando pelo pescoço, ombros, orelhas. Nossas mãos já procuravam pequenas partes do corpo por baixo das roupas. Essas foram caindo uma a uma no banco de trás.

Ate mais!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.