11 de agosto de 2011

O DESPERTAR PARA UMA NOVA HISTÓRIA.

O primeiro dia que eles se encontraram foi na sorveteria ela logo de cara não gostou dele. Sentiu raiva na  hora. Pelas olhadas nada convencionais.

É como se ele naquele estante tivesse devorando sua alma com apenas um olhar.

E assim ela tomou o sorvete criticando-o o tempo todo. -Esse sorvete vai me fazer mal. Será que esse rapaz não teria algo mais interessante pra olhar. Pelo visto  acho que não.

E  ao sair da sorveteria ela respondeu educadamente, olhando para ele com desdém e disse: sinta se a vontade a sorveteria agora é toda sua.

Ele imediatamente respondeu: - Também já estou de saída até porque o meu sorvete também já vai.

Ela chegou em casa bastante irritada .  O  cara da sorveteria não saia da sua cabeça

Que homem mais arrogante, metido a inteligente... Achando que ele é quem? Como é de costume sempre que fica chateada com alguma coisa  ela acaba tendo febre emocional e foi exatamente  isso que aconteceu naquela noite.

Delirou muito achando que aquele rapaz estava ao seu lado. Sentiu muito medo. E pensou devo ficar longe dele. Procurando assim outro caminho que não passasse pela bendita sorveteria. Aquele sentimento era muito estranho pra ela.

Uma coisa ela tinha certeza que não era paixão à primeira vista só que ele o notava demais sabia cada movimento dela. cada sorriso, e a falta dele, muitas vezes se questionava porque na presença dele, ela não sorria, como em suas fotos, qual seria o mistério que envolvia os dois?

Só que alguns dias ela começou a nota uma diferencia no comportamento dele. E para o estresse ser maior ele todo dia começou a pegar o mesmo ônibus que ela. E um belo dia desses amassos de transporte coletivo cheio.  Quem usa coletivo público sabe muito bem do que estou me referindo.

Ele começou do nada a conta sua historia de bus, ele sorria das próprias bobagens. E ela com um único pensamento tenho que fugir desse louco, mesmo com aquele sentimento de medo ela gostava de verdade de estar perto dele.

-Ele percebendo que tava conquistando aos poucos sua amizade resolveu pedir o seu telefone.

- Ela imediatamente desconversou. Em outro dia quem sabe.

E mesmo assim ele continuou insistindo gostaria muito de ter o seu telefone temos algo a discutir, Ela indagou, sobre o que mesmo? – ele sobre tudo. Hum

Pensamento: Que desculpa esfarrapada e assim derrotada pelo cansaço e persistência dele. Não houve como não dar o telefone. No outro dia ele ligou. Conversaram amenidades, ao final, ele convidou-a para jantar. Ela respondeu não desligando estupidamente o telefone.

Como já era de costume encontrá-la no ponto de ônibus e assim ele fez.

Vestiu-se todo bonito. E elogiou-a: Cada dia você está mais bonita e cheirosa...- Deu um sorriso amarelo. O coração ia sair pela boca. A impressão era que ele poderia escutá-la. Pensando: auto, fique calma mulher, droga! Ele não poderia desconfia dos pensamentos dela em relação a ele. Ela aceitou o convite para jantar toda feliz achando que ia para um restaurante só que não foi bem isso que aconteceu

Como sempre ela questionou novamente Não íamos jantar? – ele Nós vamos só que em minha casa.

Para surpresa dela Ele havia cozinhado, preparado tudo. Um vinho suave. Boa música e acabaram na cama. Ela ainda tinha ficado na cama quando ele levantou e pegou o seu violão e começou a cantar muito bonito por sinal parecia que era algo que saia da profundeza do seu coração.

Ela levantou só de blusa e encostou-se na porta do quarto falando para sir própria foi uma coisa tão simples e bonita que alguém já tinha feito pra ela cada detalhes pré elaborados, uma coisa ela tinha toda razão se já não estivesse apaixonada por ele naquele momento ela se apaixonaria se.

Ele levantou do sofá e falou: Ta na hora de ti levar para casa mocinha. E ao chegar bem próximo a residência dela ele parou o carro e falou: Menina posso te dizer uma coisa mais tem que me promete que não vai ficar brava comigo?

- Ela claro! Pode manda a bomba.. rsrsrs..

Sabe você tem os olhos mais tristes que eu já vi um olhar de uma mulher que não foi amada como deveria. . Ela nada disse.

Ele continuou: Pois olha, menina, eu vou te amar tanto, mas tanto, que quando eu sair da sua vida, você tem que me prometer que nunca vai aceitar um amor menos do que eu te dei.

Despediu-se com um beijo
 
E assim ele cumpriu o que disse.

Moral da História, se é que há alguma...

O amor que ele tinha por ela era coisa que até hoje ninguém saberia explicar é como um coração quebrado que é tão difícil de ser consertado.

Mesmo assim ela o amava tanto. Mais infelizmente tava na hora de caminha sozinha e escrever suas novas historias.

Mas a vida é assim. Não tem borracha. Fazemos escolhas e nem sempre elas são para que tenhamos felicidade. Fica apenas a lição:

E hoje apenas hoje tento ser feliz. Não penso mais no que será o amanhã, se algo é correto ou não. Se é moralmente correto eu não sei, mais sei de uma coisa eu só quero amar e ser amada é além de tudo ter momentos especial ao lado de quem eu estiver amando e pronto o futuro amores? Só a Deus pertence.

Nunca desista de amar. Assuma sempre o risco de demonstrar seu amor, a quem você amar de verdade.

Desde já agradeço pelo carinho de todos que por aqui passam deixando um pouquinho de vocês e levando um pouco de mim também.


Um lindo dia para todos bjs!!!....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.