28 de agosto de 2011

Ah, santa ignorância.

A ignorância do ser humano é de doer.  As mulheres, por ignorância, se ofendem quando são chamadas de cadelas, piranhas, vacas, galinhas, lobas; os homens ficam putz da vida quando são chamados de cachorros, cavalos, veados e até quando o interlocutor faz uma referência e relaciona a sua atitude com um órgão comum a vários animais: o corno.

Homens e mulheres se incomodam, por ignorância, insisto, em ter atributos que se reportam às características de outros nobres animais, além dos aqui citados: burro (a), cobra, sapo.

Ainda ontem, uma amiga minha reclamava de ter sido chamada pelo ex-namorado de cadela. Não entendeu o elogio! Ignorância não se compra na esquina, é de graça.

Se você é mulher e alguém lhe chama de piranha, lembre-se que se trata de uma espécie seletiva, (não queremos ser diferentes o tempo inteiro?), trabalha em grupo como recomendam as consultorias de RH que destacam este predicado como grande qualidade e além disso piranha tem foco, sabe o que quer e dá conta do recado em poucos minutos.

De modo que da próxima vez que alguém lhe chamar de piranha, sorria! Mostre os dentes. E se você for chamada de galinha, lembre-se que a sua asa é larga é acolhedora e leva tudo no bico como recomendam os manuais do bom relacionamento.

Galinha é um supremo elogio que se faz a uma dama, mas não mais carinhoso do que o de vaca que significa que você é uma mulher expansiva, além de contar com os maiores atributos da espécie: produzir e reproduzir.

Sem mudar de assunto tem homem, ignorante também, que se irrita quando é chamado de cachorro. Se esquece que o cão é o melhor amigo do homem e pensando bem, cá entre nós, essa sua irritação pode ter a ver com a maior característica da espécie canina que alguns homens não querem assumir: a fidelidade. Só pode ser isso.

E ainda tem cara que se aborrece quando a colega de trabalho diz que ele parece um cavalo.. Os eqüinos são belos, elegantes, ágeis, atléticos. E quando tem raça são premiados e admirados.

Pior é se ofender por ser chamado de corno que segundo o dicionário é um dos apêndices da cabeça de um tipo de mamífero e explica é o correspondente às antenas em outras espécies: moluscos e insetos, por exemplo. Então, o corno é um sujeito antenado. Faz sentido e em tempos de revolução midiática, isso tem grande valor.

Homens e mulheres, já vi, fecham a cara porque alguém de boa-fé disse que parecem um sapo. Sapos viram príncipes. E sem recorrer aos contos de fadas, sapos são animais que têm o dom que todos os homens desejam: a capacidade de sobreviver nas condições mais adversas. Admirados por quem gosta de uma boa fofoca: tem uma língua daquele tamanho ! E invejados pelas mulheres que sabem que no acasalamento o sapo encosta, segura fortemente a fêmea e fica semanas agarradinho. Eu disse semanas. Portanto quando alguém lhe chamar de sapo, não mostre a língua, agradeça.

Deixemos a ignorância de lado, que só assim poderemos compreender o elogio intrínseco nas palavras de alguém que “carinhosamente” nos chama pelo nome de um animal. Os bichos são amor e não merecem ser humanizados. Se você é da matilha que leu esta crônica espalhe esse recado. (Nelson cadena).

Mais antes de tudo a sua liberdade termina onde começa a minha, certo?..




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.