5 de fevereiro de 2011

Qual seria a sua escala?

Se você pedir para um homem apontar numa escala de 1-10 a importância do pênis na relação sexual, pode ficar tranqüila, a resposta será invariavelmente 10, quanto muito 9, nada menos do que isso. O conceito do pênis imperador foi defendido por Freud e ganhou o mundo ocidental com a força de um tsunami. No entanto, gente importante da ginecologia e alguns psicanalistas de renome garantem que a coisa não é bem assim.
O conjunto de eventos que leva à excitação sexual feminina parece complexo como uma nave espacial e frágil como um castelo de cartas, o que reforça a hipótese de que não seria uma reles operação hidráulico-mecânica que iria permear essa infinita rede de delicadas sinapses e neurotransmissores, para comandar a valsa da apoteose. O pênis é relevante, sem dúvida, mas existem outros valores muito prezados pelas mulheres que conspiram a favor, ou contra ele, na bendita hora da onça beber da água sagrada. Um dos conceitos que corre por aí é que a autonomia do pênis seria restrita, e a que ereção masculina seria uma mera resposta ao patamar de excitação feminina, ou seja, quando a mulher não quer, a operação hidráulico-mecânica simplesmente não funcionaria. Que poder! Há quem vá além, afirmando que a histórica tolerância das mulheres com a mais cínica de todas as frases do repertório masculino, antes do surgimento do Viagra – “nunca tinha me acontecido antes” – seria um mero reconhecimento de que a obrigação não fora cumprida (dou-me ao direito de discordar).
Superados os preliminares e com a operação hidráulico-mecânica funcionando perfeitamente, restaria ao pênis levar a mulher ao orgasmo e iríamos todos dormir tranqüilos. Mas aí surge um novo problema. Um expressivo número de mulheres parece não alcançar o orgasmo com facilidade e, mais uma vez, sobrará para o pênis uma encrenca que ele nem sempre saberá como resolver.
Mas finalmente chega o dia em que o “clima” está ótimo, a operação hidráulico-mecânica funcionando novamente a pleno vapor e, o intrincado conjunto corpo-cérebro feminino mergulhado num novelo erótico tão intenso, que o pênis acabará exposto ao maior de todos os desafios: a ejaculação precoce. Segundo as próprias mulheres este seria o mais perturbador de todos os desastres, porque os eventuais pontinhos ganhos por ele em ações preliminares seriam convertidos em secreções prematuras que só aumentariam o pânico da humanidade por entregar tantas responsabilidades a um apêndice tão incapaz em resolver essa banalidade simples do acasalamento animal.
O mais interessante, no entanto, é que, apesar de pouco importante no intercurso entre os sexos, o pênis tem para homens e mulheres uma relevância psicanalítica muito semelhante. Todos são fascinados por ele. Elas, pelo fato de não terem o seu, o próprio, e eles, por se acharem muito poderosos com algo um tanto banal, cujo maior atributo seria essa interminável capacidade de alimentar controvérsia, justamente sobre a real transcendência do seu tão discutível poder.
Resta saber se é realmente assim. O que você acha? Quantos pontos você daria? Não esqueça, de 1 a 10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.