14 de agosto de 2010

Hum alguém sorriu só porque se lembrou de você

Sandálias feitas com absorventes
Haja criatividade.

Você usaria?

A vida é assim mesmo.Ela segue. Ela vai. Ela leva. Ela empurra. E tudo que parece tão importante fica pequeno, porque, no fundo, a pequenez está em nós. Mesmo os grandes homens e mulheres, mesmo os poetas mais sensíveis, os gênios mais inteligentes, os aventureiros mais corajosos, as pessoas mais importantes… Mesmo esses com o tempo viram só uma lembrança distante. Como um quadro que você põe na parede e se acostuma a olhar. O impacto da primeira vista se apaga com o tempo, tudo fica gasto e amarelo, desbotado e sem graça.

De vez em quando a gente tenta se convencer do contrário. Tenta achar que a lua está no céu só pra enfeitar a sua noite. Que alguém sorriu só porque se lembrou de você. Que alguém te ama tanto que seria capaz de abrir mão de qualquer coisa para te fazer feliz. Tenta se convencer de que o mundo estende um tapete colorido só pra você passar. De que seu amor é tão forte e mágico que pode salvar alguém de si mesmo.

Tenta acreditar que naquele quesito, naquela partezinha, naquele particular, naquele pedacinho bem específico… A gente é realmente diferente e especial. De vez em quando, a gente tenta se convencer de que, pelos próprios méritos, merece o amor das pessoas. E então se dá conta de que, se amor fosse por merecimento, ninguém seria amado. E fica com aquela falta de jeito enroscada dentro, apertando o coração.

Pois é… muitas vezes nos sentimos assim mesmo… Mas pensando a respeito do assunto, não temos como não compreender que nesta vida fazemos parte da história e estamos aqui para fazer parte da vida das pessoas. Na realidade somos exatamente a soma de tudo aquilo que vivemos e as pessoas que encontramos e nos relacionamos fazem toda a diferença. Temos nossa identidade: o que somos e no que acreditamos é parte de nossa educação e de nossas afinidades. Nossa família, nossa mãe, nosso pai e nossos irmãos. Nossos amigos maravilhosos, nossos amores e nosso grande e verdadeiro amor.

Os maravilhosos professores que tivemos, profissionais com os quais tivemos o feliz merecimento de aprender, aquelas pessoas que nos deram uma chance e acreditaram em nós mesmo quando subestimamos a nós mesmos. Pessoas que passaram rapidamente em nossas vidas e talvez nunca mais vejam, porém, sabemos que para sempre elas deixarão marcas positivas porque modificaram nossas ações. Tudo isso faz parte integrante da nossa mais profunda essência e contribui constantemente para a formação do nosso caráter e de nossa evolução pessoal.

E da mesma forma que tantas pessoas são assim, fundamentais, certamente nosso papel está representado dessas diversas maneiras para muitas e muitas pessoas por ai… De vez em quando me deparo com pessoas que sabem o meu nome, se recordam de mim e sabe onde trabalhei ou onde morei.

E eu nem lembrava que essa pessoa existia. Outras vezes vem aquela palavra doce de uma Cliente, ou de sua mãe ou esposo recordando um acontecimento que foi importante na vida deles e que, se não fosse nós, a história deles não seria a mesma, sabe por que? Porque não podemos prever a vida, não podemos prever se poderia surgir alguém melhor ou pior do que nós. A vida é feita do aqui e agora e naquele momento fomos nós que fizemos a diferença e não outros. Isso sim é fato! E neste momento sabemos que assim como muitos são especiais e fundamentais pra gente, também representamos tudo isso na vida de outras pessoas porque a vida é mesmo um eterno ciclo. Você, para mim, fez e faz a diferença e talvez você nunca tenha idéia do quanto aprendi contigo e do quanto essas aprendizagens modificaram minhas ações e se transformaram em aprendizagem para os outros com os quais convivi.

E isso acontece porque, neste caso, eu fui à agente transformadora e só eu senti na pele as modificações que essa convivência sadia de aprendizagem me trouxe. Você só terá idéia do quanto isso foi importante pra mim quando você se colocar no meu lugar e lembrar-se do momento que isso ocorreu contigo, em outra experiência que você teve com outra pessoa. Percebe como se faz todo esse ciclo? Mas na verdade só enxergamos a vida por esse ponto de vista quando estamos num estado de vida, ou num dia, otimista. Estou aprendendo que a vida se faz do ponto de vista que você pretende enxergar.

E digo mais, tudo depende mesmo do nosso estado de espírito, num dia estamos muito carentes, no outro estamos mais otimistas e esperançosos. E experimentado, vivendo de tudo, de todos os sentimentos, naturalmente os seres vão buscando o seu equilíbrio e vão evoluindo para serem mais humanos. Não sei se eu consegui colocar aqui exatamente o que eu queria dizer. Espero ter sido mais clara do que Confusa. Mas se fui confusa, também, não tem problema, pois de uma próxima vez aprenderei a me expressar melhor, Rsrsrs...
Otimismo na vida é tão fundamental quanto ter AMOR!
Amo sempre suas visitas… Beijoooo!!!!!

13 de agosto de 2010

Insônia que me move!…


Insônia ás duas da manhã.
Eu em minha cama…
Sozinha, imaginando ou apenas sonhando?
De repente me vejo com teu coração palpitando
Em minhas mãos...
E o desejo me move
Em deseja- te uma ótima madrugada.

11 de agosto de 2010

Ainda tem oportunidade de dizê-la o quanto foi e é especial na sua vida.


Você me conhece e sabe o que penso. A grande maioria das pessoas realmente não usa a chance que tem e não saber acredita nelas mesmo.

Quando subestimamos a capacidade de alguém ou a nós mesmos e coloca a cara a tapa. Porque ninguém e igual cada um têm seus defeito e suas qualidades àquilo que você não ver eu posso está vendo um novo olhar!.

Muitas vezes são aquelas pessoas que entrar tão de repente em nossas vidas que faz as coisas mudar nos ensina ver algo novo. Permitir-nos ter uma nova experiência.

E aprendamos com a dor de não telas mais. Mas sério, não importa se a pessoa que te fez feliz não está ao teu lado porque pode aposta que em algum momento do dia ela vai esta no seu pensamento de alguma forma ou através das palavras gravada no seu subconsciente sempre.

Pode ser a última vez que eu terei a oportunidade de dizê-las o quanto foi e é especial na minha vida e não tenha medo, vergonha, ou timidez em admitir que tava errado . Às vezes não estamos esperando um golpe de um amigo mais só a pessoas em questão que saber o verdadeiro motivo da falta de personalidade própria com a outra.

Uma coisa você já conseguiu e conhecer, e entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago nesse cantinho.
Sempre fui vítima das coincidências. Mais nunca desistir fácil das coisas que eu quero ou acredito.

Quem nunca errou?

É errando que aprendemos a fazer o certo! E ter a capacidade de admitir.
O que pode ser certo pra mim, pode ser errado para outro e vice - versa, só temos que respeitar o nosso próximo como ele é de verdade.

Não gosto de deixar o que quero fazer hoje para depois, quero viver o agora, não sei se o "depois", ou o "amanhã", ou a "hora certa" vai chegar, o que sei é que hoje eu estou aqui, hoje eu sinto uma coisa, amanhã já posso estar sentindo outra e ter perdido a chance de viver aquele sentimento.

A internet nós faz enxergar o que sentimos seja especial, por ser nosso, e ao mesmo tempo é coletivo, e isso faz com que seja mais fácil seguir em frente, pois no fundo percebemos que não estamos sozinhos, que outras pessoas estão dando os mesmos passos por ai..

Ah tem dias que me recuso a ler teus textos, sabe por quê?!
Porque depois quando eu vou escrever me sinto te paginado… Ou te leio achando que você roubou meus sentimentos, tornou seus e colocou no seu universo.

Mas eu não resisto a você. E quando eu acho que eu estou sozinha e que ninguem me entende eu venho pra seu universo e fico lendo e relendo seus textos; e você me faz companhia através das suas palavras.

Não sei se você lembra, mas da primeira vez que comentei no seu universo, eu te disse que precisava fazer você saber que mesmo longe, existia alguém pra quem você era importante; alguém que gostava de te ler; que sentia o mesmo que você; alguém que se importava. Mas, acho que, além disso, tudo, eu não queria ser apenas uma desconhecida pra você.

Olha, sendo apenas uma desconhecida, eu não tenho obrigação nenhuma de te amar, de te dizer palavras bonitas; mas, ainda que talvez não se possa chamar de amor, acho que você merece sim o sentimento que tenho por ti. E eu chamaria de amoré sim, mesmo sem nunca ter te olhado nos olhos, pois acho que mesmo sem te ver, te vejo com o coração e conheço mais de ti do que talvez conheçam muita a sua volta.

Pra mim, conhecer alguém tem mais a ver com interesse que com tempo, com atenção do que com proximidade.

Acredito sim que amar é uma troca; e que amamos e precisamos ser amados. Mas, não acredito que isso seja uma ilusão, ainda que tantos nos decepcionem e esqueçam-se das próprias palavras, e que façam a gente se sentir vulnerável, por te exposto o coração e passado a ‘depender’ de quem não pensou duas vezes antes de ir embora sem nem olhar pra traz; e apesar de algumas coisas alem do nosso controle tirar quem a gente tanto ama da nossa vida.

A vida vai continuar a seguir sem muita gente, apesar de muita gente e distante de muita gente. Mas me considero feliz por, de alguma forma, você estar presente na minha vida.

Emoções a flor-da-pele e o coração cheio de saudades...

Tente sorrir mais sempre vai ter alguém disposta a retribuir o seu lindo sorriso.

Essa mensagem é para você garotão refletir um pouco mais a sua vida. é uma lição do que a vida tem a oferecer .

Você pode curtir ser quem você é do jeito que você for, ou viver infeliz por não ser quem você gostaria.

Você pode assumir sua individualidade, ou reprimir seus talentos e fantasias, tentando ser o que os outros gostariam que você fosse.
Você pode produzir-se e ir se divertir, brincar, cantar e dançar, ou dizer em tom amargo que já passou da idade ou que essas coisas são fúteis, sérias e bem situadas como você.

Você pode olhar com ternura e respeito para si próprio e para as outras pessoas, ou com aquele olhar de censura, que poda, pune, fere e mata, sem nenhuma consideração para com os desejos, limites e dificuldades de cada um, inclusive os seus.
Você pode amar e deixar-se amar de maneira incondicional, ou ficar se lamentando pela falta de gente à sua volta.

Você pode ouvir o seu coração e viver apaixonadamente ou agir de acordo com o figurino da cabeça, tentando analisar e explicar a vida antes de vivê-la.
Você pode deixá-la como está para ver como é que fica ou com paciência e trabalho conseguir realizar as mudanças necessárias na sua vida e no mundo à sua volta.
Você pode deixar que o medo de perder paralise seus planos ou partir para a ação com o pouco que tem e muita vontade de ganhar.

Você pode amaldiçoar sua sorte, ou encarar a situação como uma grande oportunidade de crescimento que a Vida lhe oferece.

Você pode mentir para si mesmo, achando desculpas e culpados para todas as suas insatisfações, ou encarar a verdade de que, no fim das contas, sempre você é quem decide o tipo de vida que quer levar.

Você pode escolher o seu destino e, através de ações concretas caminharem firme em direção a ele, com marchas e contramarchas, avanços e retrocessos, ou continuar acreditando que ele já estava escrito nas estrelas e nada mais lhe resta a fazer senão sofrer.

Você pode viver o presente que a Vida lhe dá, ou ficar preso a um passado que já acabou - e, portanto não há mais nada a fazer -, ou a um futuro que ainda não veio - e que, portanto não lhe permite fazer nada.

Você pode ficar numa boa, desfrutando o máximo de coisas que você é e possui, ou se acabar de tanta ansiedade e desgosto por não ser ou não possuir tudo o que você gostaria.

Você pode engajar-se no mundo, melhorando a si próprio e, por conseqüência, melhorando tudo que está à sua volta, ou esperar que o mundo melhore para que então você possa melhorar.

Você pode celebrar a Vida e a Energia Universal que o criou, ou celebrar a morte, aterrorizado com a idéia de pecado e punição.

Você pode continuar escravo da preguiça, ou comprometer-se com você mesmo e tomar atitudes necessárias para concretizar o seu Plano de Vida.
Você pode aprender o que ainda não sabe, ou fingir que já sabe tudo e não precisa aprender nada mais.

Você pode ser feliz com a vida como ela é, ou passar todo o seu tempo se lamentando pelo que ela não é.

A escolha é sua.

E o importante, é que você sempre tem escolha. Pondere bastante ao se decidir, pois é você que vai carregar - sozinho e sempre - o peso das escolhas que fizer.

Sonho é válido quando são realizados.
``Feliz Dia do Estudantes!"

10 de agosto de 2010

Quero chegar a um dos extremos da terra.


Tentei fazer uma lista com apenas 8 lugares ameaçados no mundo e que eu gostaria de conhecer.

Não é fácil. Ainda mais com tanta destruição causada pelo homem, e os efeitos climáticos que andam ocorrendo em nosso planeta. Só que existem alguns lugares que deixarão a Terra menos colorida e variada se sumirem do mapa. Confira 8 lugares que se desaparecessem, levariam consigo milhares de espécies de plantas e animais.

Os valores estão invertidos de ponta Cabeça, pois o único animal que consegue destruir o seu habitat, e todos
Seus habitantes incluindo a si são considerados superiores.

Que ironia.

Meu atual sonho e ver a aurora boreal.
Quero chegar a um dos extremos da terra.
e só falta quatro meses para se realizar.
Estou planejando um tripé para ver a aurora e conhece as culturas nórdica, e a simples vidas dos esquimós.
O roteiro seria a Oslo ou Estocolmo e depois subir até Tromso capital da aurora boreal e depois Alta, já na borda com a Suécia onde passaria um tempinho no hotel construído 100% em gelo para finalmente subir aos limites da terra. Um vôo até Svalbaard, um arquipélago norueguês mais ao norte.
Que loucura né fazer o quer...
Sonho e para se realizado enquanto estar vivo..

Estamos vivenciando os últimos dias desta velha terra para uma nova terra, as loucuras dos homens em testar explosões atômicas, poluem os rios, mares e o ar, a extração de petróleo e minerais, as hidroelétricas, desvios de cursos de águas dos rios, envenenamento tóxicos nas plantas e no solo, poluição dos carros, aviões, foguetes e indústrias.

As queimadas das florestas o desmatamento pelos homens têm acelerado todo o sistema planetário, como o planeta é um ser vivo.
A uma guerra mais cruel que essa. A destruição da sua própria casa..

Pode alguém que provoca a destruição para milhões de pessoas
Ainda achar um lugar sobre a lua?

AS 11 MÃES MAIS SINGULARES DO MUNDO

A mãe solteira sem braços


A artista Alison Lapper nasceu em 1965 com uma condição médica rara, que fez com que ela desenvolvesse as pernas curtas, além de não ter braços. Ela viveu toda a sua vida em uma escola especial na Inglaterra, e aos 26 anos se formou em Belas Artes. Em 2000, após um breve relacionamento, ela descobriu que estava grávida. O homem fugiu da responsabilidade, mas Lapper afirma ter ficado muito feliz com a gravidez. Ela deu à luz a um garoto chamado Parys.

A mãe com o maior intervalo entre cada gravidez

Elizabeth Ann Buttle teve dois filhos, Belinda e Joseph, o que, sozinho, não é nada de mais. Porém, Belinda nasceu em 1956, e seu irmão Joseph nasceu em 1997, com um intervalo de 41 anos e 185 dias entre cada nascimento.

A mãe do menor bebê do mundo

Mahajabeen Sheikh deu à luz a Rumaisa Rahman em setembro de 2004. A bebê pesava menos de 300 gramas e tinha apenas 25 centímetros de comprimento. Ela nasceu prematura, com apenas 26 semanas e seis dias. Rumaisa nasceu com uma irmã gêmea, chamada Hiba, que pesava quase 700 gramas quando nasceu. Agora, as duas bebês estão saudáveis.

A menor mãe do mundo

A mãe mais baixinha do mundo está prestes a ter seu terceiro filho, apesar de avisos de que ela pode estar arriscando a própria vida. Stacey Herald tem apenas 70 centímetros de altura e desafiou os médicos que diziam que ela não poderia ter filhos devido à sua diminuta estatura.
Ela e seu marido, que tem uma altura normal, estão aguardando ansiosamente pelo nascimento de seu terceiro filho. Enquanto está grávida, Stacey não consegue segurar sua outra filha, porque a barriga atrapalha muito. Ela admite que ficar grávida é desconfortável, mas afirma que tem vontade de ter mais filhos.

A mãe de aluguel mais fértil

Carole Horlock, de 42 anos, deu à luz a 12 bebês em 13 anos, inclusive a trigêmeos. Ela afirma que, quando começou a ser mãe de aluguel, ela pensou em fazer aquilo uma vez, mas que gostou muito da experiência. Ela diz que não tem nenhuma exigência aos pais dos trigêmeos, só pediu que eles mandassem uma carta e uma foto anualmente, para que ela soubesse como eles estão. Entretanto, as experiências desta estadunidense não são todas boas: o pai da mulher não se relaciona com ela, revoltado porque ela está doando seus netos.

A mãe mais velha de gêmeos

Omkari Panwar, aos 70 anos, queria ter um filho. Para realizar o sonho da esposa, Charan Singh Panwar, de 77 anos, vendeu seus búfalos e hipotecou a terra em que eles viviam, além de gastar todas as suas economias para pagar para o tratamento que deixaria sua esposa grávida. Assim, Panwar ficou grávida de gêmeos, um garoto e uma garota, que nasceram prematuramente, mas que são saudáveis, segundo médicos. O casal já tinha duas filhas adultas, além de cinco netos.

A primeira mãe-homem

Thomas Beatie nasceu como mulher mas passou por procedimentos para se tornar um homem. Ele vive em Oregon, nos Estados Unidos, com sua esposa Nancy. Beatie passou por tratamentos hormonais e cirurgias, mas ainda tem seus órgãos reprodutivos femininos. Em 29 de junho, ele deu à luz a uma filha, e já está grávido novamente.
A sua esposa não pode ter filhos porque sofreu uma histerectomia. O casal teve a filha a partir de uma inseminação artificial, utilizando o esperma de um doador e o óvulo de Beatie.
http://hypescience.com/homem-gravido-esta-esperando-mais-um-bebe/

A mãe com o maior número de partos

Feodor Vassilyev era um camponês de Shuya, na Rússia. Embora ele não fosse digno de registros, sua esposa, chamada Valentina Vassilyeva, bateu o recorde do maior número de filhos paridos por uma única mulher. Ela deu à luz a 69 crianças: 16 pares de gêmeos, 7 trigêmeos e 4 quadrigêmeos entre 1725 e 1765, totalizando 27 partos. Dos 69 filhos, 67 sobreviveram.
No mundo moderno, o recorde fica com Leontina Albina, de San Antonio, no Chile. Ela afirma ser mãe de 64 crianças, destas, 55 estão devidamente documentadas. A mulher com o maior número de filhos que não são gêmeos é Lívia Ionce. A mulher romena, de 44 anos, deu à luz ao seu 18° filho em 2008.

A mãe de primeira viagem mais velha do mundo

Rajo Devi Lohan teve seu primeiro filho em novembro de 2008, aos 70 anos. Ela afirmou que tinha esperado por mais de 40 anos para ter este filho, e que planeja amamentá-lo por pelo menos três anos.

A mãe mais jovem do mundo

Em 1939, surgiu em um hospital em Pisco, no Peru, um dos casos mais assombrosos de gravidez: uma índia das proximidades levou ao hospital uma garota de cinco anos, com um abdome enorme. A mulher acreditava que ela estava possuída por espíritos malignos, e o médico achou que ela tinha um tumor. Após exames, o médico Geraldo Lozada constatou a gravidez de oito meses na pequena Lina Medina.
O médico então levou a garota para Lima, capital do país, onde outros médicos realizaram exames e confirmaram a gravidez. No dia 14 de maio de 1939, Medina deu à luz a um bebê por meio de uma cesárea. O filho da jovem garota pesava 2,7 quilos, e recebeu o nome do médico que cuidou da sua mãe. Ele foi criado achando que sua mãe era sua irmã, mas descobriu a verdade aos dez anos.

A mãe com o maior número de filhos sobreviventes de um único parto

A estadunidense Nadya Denise Doud-Suleman Gutierrez, a octomãe, deu à luz a oito bebês em janeiro de 2009. Os óctuplos são o segundo caso registrado de um número tão grande de bebês que sobrevivem ao parto. O caso levou a uma polêmica no campo da tecnologia de fertilidade assistida, já que Gutierrez, que é solteira, já tinha seis filhos, e ficou grávida dos óctuplos a partir de tratamentos contra infertilidade, assim como seus outros filhos.

O que é ser uma boa mãe. De onde vem às tais exigências que se transformam em culpas? Será que o modelo ideal da mãe tem alguma coisa a ver com isso? Existe uma BOA MÃE determinada que todo devesse seguir? E essa tal boa mãe é boa para o filho será que da pra ser boa sem ser a boa mãe estabelecida pela sociedade que tanto cobra?
Essas mães têm algo em comum amar seus filhos.

Um cheiro!!!

9 de agosto de 2010

“O que me falta aqui?”

Hoje recodei-me de um poema que li recentemente.
Que dizia assim: ``É longo o meu caminho uma verdadeira poesia incompleta e nem sempre sigo a mesma estrada esta viagem que faço imaginada se às vezes me alegra outras me inquieta.``

Em uma galáxia muito distante, houve uma época em que você olhava para minha janela.
E contava-me lindas histórias uma vez, tento recordá-la quando surgem os “porquês”..
Naquela altura, a madrugada trazia-me mais certezas…

O tempo vai passando, mas não mudam as pessoas o carinho que ela tem por aquele que gosta, e hoje tive a certeza disso com aquele lindo sorriso descontraído que você ofereceu com mil intenções. A pergunta seria será que ela viu? Sim ela entendeu o porquê daquele sorriso e Adorou.

Quero ouvir de novo as palavras que sussurraste?
Relembrar-me dos segredos que me confiaste,
Eu continuo a mesma, mesmo quando me ignoras…
A importância que me davas era singular, Não sei qual foi de nós, o primeiro a mudar..

Muitas vezes a tua vontade é pouco certa?
O que é que se passou conosco? Diz-me, por favor…
Não é por acaso que te trato por “Amore”!
Porque conseguiste um lugar mais que especial na minha vida
Diz-me que está tudo bem, como antigamente, quando passávamos dias a olhar frente a frente.

Eu sei que posso ser ingrata naquilo que escrevo… E que as minhas atitudes só reflete o meu medo..
De te perder e de te ver sem te poder voltar a ter…
O que é que não gostas que eu não possa mudá-lo?
Tenho esse poder, só não sei como utilizá-lo…
Tenho uma só razão para que a vida seja bela, quando for meia-noite… olha para a minha janela…

Conta-me a história mais linda, que me contaste uma vez, em voz baixa, sussurrando ao ouvido, pode ser a última vez…
A saudade aperta e não dá para ignorar,
A dor fica cá dentro como uma ferida por sarar,
Hoje recordo bons momentos que contigo passei,
Mas a tua mudança foi algo que nunca imaginei..

Por quê?

No meu caminho, cruzaram pessoas que mesmo preenchendo de um modo virtual, já fazem parte de um mundo que para mim é importante. A leitura de sua escrita, das suas escolhas, diz mais do que você possa imagina e sem fala que já é uma parte fundamental dos meus momentos de solidão.
Revejo sempre como um lindo filme, os momentos mais marcantes. Que tivemos não faz idéia à alegria que fiquei em saber que deixasse de ser palavras, para terem um nome, um olhar sorridente

Sempre gostei de dizer tudo aquilo que realmente sinto…
Talvez um dia olhem á sua volta,
E semi conscientes, perguntem:

“O que me falta aqui?”

Uma ótima semana!!!!