17 de novembro de 2010

Meu povo tem um coração vermelho de muita luta e força de vontade com seu semelhante.


Oi!!!

Deveria estar em salvador às 19h infelizmnete conseguir chegar depois das 22h tiver que ligar para uma amiga para pega o meu plantão, mais a questão hoje  aqui não e essa é sim o racismo de certa pessoa dentro do avião.

Pois estava eu bem quentinha no meu canto com minha paranóia do vôo quanto um cara aparentando elegante sentou ao meu lado primeiro não gostei do cheiro era um cheirava de cigarro com um perfume feminino um desastre de combinação.começou a puxar conversa comigo e eu la na minha quanto ele me perguntou de onde era eu respondedor na maior inocência ai ele falou um você mora na terá da preguiça eu como assim ai ele falou: baiano não gosta de trabalhar pois é não sabendo ele que tinha mexido em uma casa de moribundo. Começando assim o meu discurso no pé do ouvido dele a viagem toda.

Pois bem vamos lá saber por que os baianos são preguiçosos na visão de quem ta de forra.
Será que há uma Preguiça baiana' ou é a faceta do racismo a famosa malemolência.
A minha tese é essa, e defendo com argumento meu ponto de vista para qualquer um que os baianos e muitas das vezes mais eficiente que outros trabalhadores de outras regiões do Brasil mesmo com essa visão que o povo em sim tem que vivemos em clima de festa eterna.

Esquecendo que e justamente no período de festas que os baianos mais trabalham. Com mais de 51% da mão - de obra da população atual no mercado informal não sabendo ele que as festa de largo são uma oportunidade de trabalho para aquelas pessoas que não tem trabalho fixo.

Aqui, quem não trabalha e os turistas esses que se diverte muito com as belas negras dessa terra de todos os santos e amores.
A imagem da preguiça surgiu tão forte na minha mente que a nossa simples conversa transformou em um campo de batalhas. Só faltou a decisão do juiz esse que ficou bem quietinho no lugar dele quando viu o bicho pegar do lado esquerdo dele

Até derivou um discurso discriminatórios contra os negros e mestiços, que são cerca de 79% da população da Bahia.
A uma elevada porcentagem de mestiços e negros na Bahia e a atribuição de preguiça e um teor racista fiquem sabendo.

Como você deve ter faltado as aulas de historia essa imagem de povo preguiçoso se enraizou devido a elite portuguesa, considera os seus escravos indolentes e preguiçosos, devido suas expressões faciais de lentidão e desgosto do serviço também ne não era para menos.

Diz-me: como trabalhar bem humorado em regime de escravidão?

E assim foi espalhando esse mito de uma forma tão acentuada pelo sul e sudeste na década de 40.
As migrações ajudaram e muito essa visão errada do nordeste não sabendo eles que em cada canto desses Brasil tem um pouco do sangue desse cidadão nordestinos que hoje são discriminados por pessoas mal informadas.
Infelizmente tem pessoas que procura forma de defesa para denegrir a imagem dos trabalhadores nordestinos taxando-os como desqualificados, estabelecendo fronteiras simbólicas entre dois mundos como forma de 'proteção' dos seus empregos.

Se você ainda não observou que os próprios artistas da Bahia, como Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Gilberto Gil, têm responsabilidade na popularização da imagem. 'Eles desenvolveram esse discurso para marcar um diferencial nas cidades industrializadas e urbanas. A preguiça, aí, aparece como uma especiaria que a Bahia oferece para o Brasil', Até Caetano se contradiz quando vende uma imagem e diz: 'A fama não corresponde à realidade. Eu trabalho muito e vejo pessoas trabalhando na Bahia como em qualquer lugar do mundo'.
Aqui a preguiça foi apropriada por outro segmento: a indústria do turismo, que incorporou a imagem para vender uma idéia de lazer permanente 'Só que Salvador é uma das principais capitais industriais do país, com um ritmo tão urbano quanto o das demais cidades’.

O maior pólo petroquímico do país está na Bahia, assim como o maior pólo industrial do norte e nordeste, crescendo de forma tão acelerada que, em cerca de 10 anos será o maior pólo industrial na América latina. E quem esta trabalhada lá será que é um animal chamado preguiça? Lógico que não é.
Para tirar as suas conclusões acerca da origem do termo 'preguiça baiana pesquise em jornais de 1949 até 1985 e estude o comportamento dos trabalhadores em empresas você vai comprova que o calendário das festas não interfere no comparecimento ao trabalho. O feriado de carnaval na Bahia coincide com o do resto do país. Os recessos de final de ano também. A única diferença é no São João (dia 24 /06), que é feriado em todo o norte e nordeste (e não só na Bahia).

Em fevereiro (Carnaval) uma empresa, cuja sede encontra-se no Pólo Petroquímico da Bahia, teve mais faltas na filial de São Paulo que na matriz baiana (sendo que o n° de funcionários na matriz é 50% maior do que na filial citada).
Outro exemplo: a Xerox do Nordeste, que fica na Bahia, ganhou os dois prêmios de qualidade no trabalho dados pela Câmara Americana de Comércio (e foi a única do Brasil).
Pesquisas demonstram que é no Rio de Janeiro que existem mais dos chamados 'desocupados' (pessoas em faixa etária superior a 21 anos que transitam por shoppings, praias, ambientes de lazer e principalmente bares de bairros durante os dias da semana entre 9 e 18h), considerando levantamento feito em todos os estados brasileiros. A Bahia aparece em 13° lugar.

Acredita-se hoje (e ainda por mais uns 5 a 7 anos) que a Bahia é o melhor lugar para investimento industrial e turístico da América Latina, devido a fatores como incentivos fiscais, recursos naturais e campo para o mercado ainda não saturado. O investimento industrial e turístico tem atraído muitos recursos para o estado e inflando a economia, sobretudo de Salvador, o que tem feito inflar também o mercado financeiro (bancos, financeiras e empresas prestadoras de serviços como escritórios de advocacia, empresas de auditoria, administradoras e lojas do terceiro setor).

Foi uns dois argumentos que tiver com esse cidadão no vôo de SP para salvador ontem.
Esse estereótipo nunca foi à cara dos nordestinos e muito pelo contrário, somos dinâmicos e criativos nossa diferença consiste na alegria de viver, e por isso sempre encontramos animação para sair, depois do expediente ou de uma aula, para nos divertir com os amigos.

E alem de tudo sabemos cativa a pessoa mesmo um estranho que bate na nossa porta essa sempre estará aberta, para pode colher esse ser que vim pedir um abrigo.
Pois é viu como somos totalmente diferentes.
Então procure conhecer o nordeste que você vera como são povo maravilhoso e trabalhador.
Nordeste sempre foi é será a: união de duas cores mágicas onde nascem à força e a raça de um povo para luta por um futuro melhor com muito amor. Em cada coração vermelho..
Só faltou eu aproveita a circunstância vivida e enlouquecer ele mais um pouco..


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.