5 de novembro de 2010

Esse segredo eu não conto pra ninguém!!...



Oi meu querido Pedro, não entendi muito bem sua ignorância cívica, e ainda incompleta dessa revelação de si mesmo.
Pois bem uma das primeiras coisas que precisamos fazer para mudar uma situação ruim, ou difícil ou indesejada em nossas vidas é querer mudar! Alguns diriam que o primeiro passo seria diagnosticar o problema, eu não acredito que esse seja o primeiro, pois de tão óbvio ele é, a meu ver, colocado de lado diante das muitas etapas que são necessárias.
Examine a sim mesmo com proposta seriamente pratica e verbais, só assim encontrara a resposta daquilo que me assustou quem saber um bestiário de luxúrias, ou um hospício de ambições, um canteiro de medos ou quem saber não foi um harém de ódios mimados.

Então procurem não “cutucar” o assunto com vara curta. Ok...

Após uma noite de muita dança, o dia 31 amanheceu nublado e com um silêncio mortal, ao olhar pela janela do quarto da minha tia vejo os meninos ainda dormindo nas suas barracas no meio do campo esse que estava colorido com muitas toalhas de banho, tentei ver o imenso gramado só que as barracas tapavam a visão que se formava a nossa frente.
Acordei o povo bem cedo, pra aproveita o dia até porque a proposta da viajem era essa aproveita o Maximo. Sem falar que estava com muita fome e louca para toma um bom café da manhã com tudo que tinha direito lembre-me do leiteiro esse ser que acorda de madrugada para retira o leite e fazer suas entrega nas casas. Vou de camisola atende a campainha e de repente dou de cara com esse rapaz do leite dizendo que veio entrega o leite de dona Elena – eu tudo bem já esta entregue e chegou na hora certa. Ele sorrir e sair

Sentir um cheiro delicioso que vinha da cozinha aquele cheiro de café de interior com pão feito no fogão de lenha. Misturado com terra molhada.
Só que nem tudo e flor na casa da minha tia ela odeia toma café a prestação então todos são obrigado a levanta para fazer as refeições juntos querendo ou não ai para você ter noção quem acorda as 05h da manhã para fica até as 10h ai não da fica esperando.
O pão e o café tava delicioso algo feito com amor e tudo de bom.

Foi muito ruim ter que aceitar que nossa viagem tava chegado ao fim, mas ainda tínhamos tempo para conhecer um pouco o interior do Ubaitaba, A conexão das duais cidades e feito através canoa e balsa.
Sem falar que a balsa era puxada pelo um monstrinho uma criatura linda, to-to-zinho tchi mamãe, é um dos mais cobiçados da embarcação. Mesmo tendo uma cabeça de ovo, e ainda sendo muito moleque dava um belo caldo, daqueles knorr. Na verdade ele não é 100% Tom Cruise, mas quem liga?! Eu daria um cheiro assim mesmo! É um tal babado de I LOVE.
E eu quase não quis sair para conhecer os arredores, mas era necessário explorar para poder contar que não vi apenas miséria e todas as pré concepções de um interior, que fazia anos que não visitava a cidades e para minha surpresa encontrei muitas mudanças a minha frente.

Deixei meus amigos na casa de cultura, e fui da um rola onde de repente dei de cara com um velho amigo esse que me convidou para toma café as 14:30h dizendo: - Vamos entrar e tomar um café, mesmo que não tenha café. Ha essa hora?
Não é que deu certo essa atitude dele encheu minhas energias, e só assim pude preparar um café com leite improvisado que deu certo e acabou matando a saudade daquela velha padaria É melhor não entrar em detalhes sobre padaria mas, resumindo foi muito agradável tomar um café no “café”.

Começamos a andar e fizemos a maior descoberta de nossas vidas, achamos uma pequena galeria de um senhor que adora comercial coisas bem ântica mesmo morando atrás de uma pousada ele coleciona tudo o que você possa imagina nesse lugar tem de tudo um pouco e o que mim chamou mais atenção foi a quantidade de discos de vinil que ele tem lembrando que seria um bom presente para o meu pai já que esse também e doido de pedra, por esse tipo de velharia garipando encontrei o terceiro disco do Wings, “Band On The Run” de 1973 em vinil duplo. E de Joy Division. Meu pai ficou em uma felicidade só. Até porque era de espera. (chegou o filho que faltava na coleção!) Ou quem saber se meu velho não enlouquecer de vez no Show Sir Paul McCartney que vamos ver..

A coisa mais impressionante nesse dia turístico em Ubaitaba ainda estava por vir, tirando o detalhe que eu, a Ana, a Kátia a, e o Marcelo e essas duas figura da foto ficamos presos no elevador com uma família indígena super apreensiva, enquanto nós estávamos a falar alto e rir da comédia da vida, sair de salvador para ficar preso em um elevador no Ubaitaba a, o pior de tudo é ver seus amigos embaixo sabendo do que aconteceu e ao invés de pedirem ajuda, começam a bater foto, a vida é engraçada e aquele que não ri de si, infeliz está. E a falta de ar dentro do elevador tava começando, a me sufocar e para completa o Marcelo solta um pum, mas fomos salvos.

Depois disso tudo ainda tiver fossa para e ver alguns bichos em seu habitat natural a rolou um samba básico com muita caipirinha.
Tudo aquilo foi muito mágica tinha até um velho bem safado curtindo com uma menina que parecia ter uns 16 anos ( ainda comentei a pedofelia, corre solta aqui.
Apesar de pouco tempo, valeu a pena. O que tornou ha viaje muito especial para me foi o por do sol única parecendo coisa de cinema
A noite precisava ser encerrada com chave de ouro, combinamos todos de irmos jantar em um restaurante. Comida em si talvez não fosse o forte, mas, estar entre amigos e poder falar o que quiser em português, não têm preço (já vi isso em algum comercial).

Essa aventura ganhou outro aspecto, dessa vez estilo filme gangster, muitas pessoas nas ruas pedindo dinheiro, muitas crianças, muitos homens mal encarados e mal intencionados nos seguindo com olhares, o jeito é continuar, o até porque nós que era o intrusos ali.

Vai entender esse povo que mora no interior, ficamos 3dias lá, e eu tinha descoberto que meu amigo de infância estava me amando, e que tudo estava começando a chegar ao fim. Na vinda, quando entrei no mini ônibus para volta para casa da minha tia, tinha feito questão de esquecer datas e horas, Só quer começava a lembrar que estava na hora de arrumar a mochila e voltar para habitual rotina.

Acreditei em tudo que vi e vivi, o problema é acreditar que passou ainda mais ao lado de um grupo maravilhoso e em especial essas duas pessoas da foto acima que fez essa viagem ser uma aventura com varias descoberta. Não sei você mais é muito bom amar as coisas simples.
De alguma forma eu sei que estou te ensinando a amar garotão!!..


Eu sei que tu sabes da minha existência, eu sinto isso o tempo todo. Os sonhos são sim possíveis de ser realizados.

A minha presença não está sendo notada porque eu fiz uma pequena greve. Não e por tempo indeterminado. Só suficiente para experimentar a minha teoria ou quem saber você me surpreender. Até porque você ainda mora no meu S2!!!!!....

TCHAU, A vida boa acabou. Agora e hora do trampo!!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.