26 de setembro de 2010

A razão sempre gera uma dúvida imensa em nossa mente.

São apenas, palavras não diz nada a respeito das pessoas em questão e sim de ideais.


O ideal da expectativa dessas pessoas que eu amo é o ideal das realizações dos meus sonhos. Meus sonhos que são tolos pra todos, mais são meus. Até para as pessoas mais importantes que me amam.

Preciso amar ao próximo como a si mesmo e em alguns momentos até a mais que você mesmo.

Como você pode ter idéia de como amar ao próximo se você não se ama? Então eu tiro desse conselho que preciso ser guiado e moldado visando à conquista do meu sonho e pelos que eu amo.

É mais um dia na vida dessa jovem. Mais um domingo que prometia ser perfeito em seu dia de pecado.

Só que essa jovem se conhece há tanto tempo que nem se lembra da data do primeiro encontro com ela mesma.
Um pecado que mora lado a lado deste a data distinta do seu nascimento.

Tem como cenário dessa história o sol e seus casebres antigos repleto de flores e arvores tão verde, localizado em um antigo bairro boêmio de terras molhadas onde foi altamente influenciada pela moda local. Como se fosse à melhor coisa que existe no seu mundo mais ela amar assim mesmo.

A rotina e sempre a mesma “exceto” quando estou no local.

Os jovens se encontram nas esquinas de suas casas e sempre tem um que não permitem as badalações do fim de semana.
Quem não tem um ponto de referencia, para seus encontros clandestinos no fim de semana qual quer.

Eu tenho vários cantinhos assim, até porque quando somos amantes de uma boa roda de amigos não sabemos viver sem está se deliciando nas altas madrugadas.

Deixando as esquina das casas completamente cheia de prazer das artes desses jovens que lá conviver.

A única particularidade retratada e o amor entre nós do mais novo ao mais velho onde todas as descobertas da juventude foram vividas nesse bairro boêmio a química e a atração e tão forte desse lugar e das pessoas que conviver que juro que não sei como é esta fora do meu habita.

Sempre seguiu firme e forte até os dias de hoje A intimidade das vizinhanças que me viu crescer e me torna uma mulher é algo que sei que não vou encontra em outro lugar. principalmente a amizade que dispensa completamente as regras da sociedade de privacidade adquirida por anos. Foi essa a minha descoberta do que é ser jovem em um lugar de pessoas idosas. Sempre tinha um olhar sobre as cortinas das casas. Se perguntando o que aqueles grupos de jovem estão fazendo a essa hora da madrugada na rua.

Não tínhamos problemas de curtir um fim de semana ate as altas horas porque sabemos que estávamos seguros o tempo todo, também sempre sendo vigiado por uns dos seus moradores antigos que adorava fica sabendo das novidades para no outro dia ser o primeiro a contar  os feito daquela madrugada. Eu particularmente odiava aquilo mais hoje até que gosto do carinho que eles tem por mim.. Mais na fase da rebeldia a historia era bem outra.

Lembro-me muito bem do meu primeiro beijo aos 10 anos que o senhor Mateus viu.

Que deus tenha  ele no bom lugar,o danado saiu da sua casa para contar para o meu pai que sua filha estava beijando um menino na praia logicamente não foi um beijo ( beijo eu dou agora ) e sim um selinho só que os olhos que vê as coisas não conta necessariamente o que ver na ordem . Nesse dia a minha casa foi ao chão. E eu como sempre na boa porque sempre gostei da fazer novas descoberta o tempo todo virou um tipo de santuário.

A única cena que meus vizinhos, ou seja, as beatas acharam fora do comum. Foi quando eu entrei na igreja pela primeira vez algo que não fazia há anos e hoje todas olhavam para mim querendo saber o que eu tinha,   para está às 7h da manhã na igreja.

 Falei  para elas que queria conversa com Deus será que não posso? onde poderia encontra esse lugar a não ser aqui? Essa manhã estava sentindo-se particularmente cansada. Não era somente um cansaço físico. Era algo muito mais profundo e desgastante. (algo que vinha da minha alma).

Uma das beatas falou: - a essa altura tudo e valido seja bem vinda menina isso prova que você já esta tomando juízo rsrrsrs. ( Só foi um desejo de esta em um lugar que fazia anos que não entrava) deste a morte da minha mãe biológica.tive essa necessidade hoje. Todos nos temos de alguma forma algum tipos de necessidade para saciar o que nós somos proibidos.

Entrei na casa do pai sem algum problema ou preocupação e deixei todas as minhas angustia e medo lá minha alma saiu renovada de tantos problemas que me cerca.

Muitas cenas que acho fora do comum nessa vida e sei que não posso muda as coisas a minha volta mais tento fazer o que posso para alegra às pessoas que tanto precisa de um pouco de conforto e isso acaba  se transformado para me. É difícil a perda e como passar conforto para alguém sé você mesmo não está bem.

Com aqueles gritos histéricos com os sons de sofrimento muitos sem um anexo vindo da rua com suas vozes desconhecidas como não corre em sua direção à casa do pai e entra no recinto e presencia uma cena surpreendente de paz e amor..

Nessa historia toda só faltou a minha fada madrinha vim e me conceder a realização de um desejo que pudesse muda a vida de pessoas queridas.
Por mais difícil que seja o nosso sonho sempre vai vale a pena sonha mesmo que seja qualquer coisa que mudasse a vida.

Mais será se realizasse esse sonho ia me fazer mais feliz ou infeliz?.

Com certo esforço, ainda resisti à idéia de aceitar qualquer coisa que não seja real. Que nossas mãos e os nossos olhos não possam ver ou toca. E muitas das vezes não acreditei nas coisas que estão aqui entre os meus olhos.

Mas a razão sempre gera uma dúvida imensa em nossa mente.

Como uma fada poderia estar ali naquele lugar? Ou como poderia saber sobre o vaga-lume que tinha acertado com uma vassoura em meu quarto, na noite anterior? Tudo aquilo seria mesmo verdade? As fadas realmente existem? Não consegui responder a nenhuma, pergunta e naquele instante, de uma forma intensa e misteriosa, uma vontade imensa de atender ao apelo do meu amigo veio, e tomou conta do meu ser.

É alguém muito especial não sei se essa fadinha aqui poderia realiza esse desejo de seu amigo de infância.

 Minha reflexão sobre essa situação.
Quando decidimos por algo, temos que saber que ao mesmo tempo teremos que deixar muitas outras coisas para trás. Que o que acontece na verdade, quando vivemos uma indecisão, é que no fundo, temos dúvidas se vale à pena mudar alguma coisa, ou deixar como esta, ou então, se vale a pena decidir por arriscar. Contudo, não é possível viver eternamente sem mudanças, porque a própria vida já é constituída, principalmente de mudanças. Assim como também, ela é curta e mal temos tempo de aprender tudo que ela tem a nos ensinar. Então, nada mais nos resta, senão decidir por arriscar, mas para arriscar qualquer coisa, é preciso em primeiro lugar, se livrar de um fantasma que nos apavora, que nos enfraquece. Um ser invisível e sinistro que é criado por nós mesmos e exerce sobre nós um poder enorme, capaz de nos fazer sofrer muito, até mesmo nos tirar a chance de sermos felizes, realizados na vida, e toda a força dele esta num único sentimento humano, a nossa própria indecisão!

Um ótimo domingo meus queridos amigos!!...

Um comentário:

  1. que linda reflexão e essa música que falar de alguém que quer ser livre
    adorei..
    bjs..joão

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.