21 de dezembro de 2009

MESTRE DESTINO.


Estamos chegando à reta final de 2009 e que ano foi esse? Passado que ressurgiu para me assombrar e me confundir as emoções, pessoas que eu amo muito que foi embora, minha vida de cabeça para baixo.
A idéia foi me partir ao meio? Balançar meus conceitos? Confundir-me as emoções? Enlouquecer-me? Arrancar-me as Esperanças dilacerar o coração? Se o plano do destino para minha vida neste ano era balançar minhas estruturas digo ao (MESTRE DESTINO) mereço nota máxima.
Mereço porque ralei quebrei a cara muitas vezes e se isso aconteceu foi porque me arrisquei, repeti erros do passado, tentei reconstruir o que não tem concerto, mas resultado dos meus atos e baixos é que aprendi.
Aprendi a valorizar-me mais, a pensar em mim. Olho para dentro de mim e mesmo com toda a dor que passei, com meus erros e acertos eu sei que me reconstruí, acertei meus ponteiros da vida, diminui a distância entre sonho e realidade, coloquei limites em minhas lembranças, minha memória seletiva resolveu funcionar lembrando apenas do que me convém, muitos podem chamar isso de egoísmo eu denomino amor próprio, não vou iniciar apenas mais um ano vou iniciar uma nova jornada em busca de melhorar minha auto-imagem.
Pessoas partiram outras entraram em minha vida, novas etapas começaram, encerrei um Capitulo que há tempos me prendia.
Cada ano tem seu tempo, suas belezas e sabedoria, suas voltas e ensinamentos e até mesmo as dores que nos marcam... A cada ano conhecemos algumas pessoas perdemos outras de uma ou de outra forma, concluímos alguns capítulos e abrimos novas portas.
Vou encerrar neste clima tudo o que não me fez bem, as mágoas, as promessas que não cumpri as desilusões, os erros que cometi as viagens que não fiz o sonho que não realizei o tão sonhado amor que não conheci a mudança radical que me faltou coragem para executar, as pessoas que me decepcionaram, tudo que ocorreu entre Janeiro e agora e que minha memória resolveu excluir.
Encerro 2009 e mantenho deste ano só as boas recordações. Que sejam felizes, longe ou perto, as pessoas que conheci. Às que já partiram uma boa jornada. Às que erraram muito, juízo. Às que amei mais amor. Às que deixei de amar, um novo amor.
E para mim, também claro um amor bem lindo se possível rsrsrsrsrs.
E paz, muita paz. Paz e serenidade para consertar aquilo que está errado, sem medo de errar, porque a experiência é feita de erro e acertos. Um ano novo começando é sempre muito parecido com um caminhar no escuro. Mas não tenhamos medo de andar no escuro, porque sempre pode aparecer uma luz para nos guiar. Tanto melhor se for o sorriso de alguém. Tanto melhor se for nosso próprio brilho. E sempre nos restará à experiência e uma bela história para contar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao meu cantinho.Regras para comentários
1. Comentários postados sem nome não serão mostrados.

2. Comentários com perfis sem acesso ao público também não serão mostrados.

3. Comentários ofensivos não serão mostrados. Ninguém é obrigado a permitir falta de educação.

4. Se você sofre de analfabetismo funcional, então nem leia os textos, pois com certeza não vai entender o que está escrito e seus comentários não serão de acordo com o assunto.

5. Resumindo: se quiser debater e discordar de mim, esteja à vontade. Mas peço gentilmente que seja um debate civilizado. E se você não tem coragem de mostrar quem é, melhor ficar no anonimato e procurar outro blog.

6. A sua liberdade termina onde começa a minha, certo? Se não, qualquer um faria o que desse na cabeça. Assim como cada um deve respeitar o dono da casa ou a soberania de um país, aqui você deve agir da mesma forma.! Ok
OBS: Se seu comentário não foi publicado é porque você não conseguiu adoça o meu cantinho. Não alimente a derrota continue tentando.